Pets + Tecnologia = saída para a crise - Mobi Tecno - Descomplicando a tecnologia

Pets + Tecnologia = saída para a crise

Compartilhe por aí

Apesar do atual cenário econômico, o mercado de pets continua promissor. A estimativa é que os brasileiros teriam gasto aproximadamente R$ 17,9 bilhões em 2015 com produtos e serviços para os bichos de estimação, representando um aumento de 7,4% em relação a 2014, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).
O Brasil tem a segunda maior população de cães e gatos em todo o mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, estima-se que são 132,4 milhões de pets nacionais, entre cães, gatos, peixes, aves e outros.
Como já são mais pets que crianças no Brasil, como transformar estes números em oportunidade?
Ao desenhar um plano de negócios - ou seja, pontuar algumas respostas que definem os produtos e os serviços que serão oferecidos, o formato do “Pet Shop” mais adequado, o modelo de operação do estabelecimento que viabilize a disponibilização destes produtos e serviços, o conhecimento, as habilidades e as atitudes que os responsáveis deverão possuir e desenvolver - é essencial pensar em facilidade ao oferecer um serviço e segurança.
Facilidade para o dono do animal de estimação
Ter o pet shop na sua casa ao invés do desgaste emocional com o leva-e-traz do animal de estimação é um diferencial. E se, além desta comodidade, a cobrança pelos serviços e produtos puderem ser pagas em cartão de débito ou crédito, oferecendo dias a mais ou parcelamento ao cliente?
Facilidade de logística e de pagamento certamente serão o diferencial competitivo de um pet shop de sucesso.
Segurança para o proprietário/empreendedor
Se o empreendedor já tiver um smartphone ou tablet conectado à internet, poderá acoplar apenas um leitor de cartões – a opção mais econômica e intuitiva para garantir a segurança dos pagamentos e facilitar o troco; além de evitar se expor às situações violentas nas ruas.
Entretanto, para uma gestão inteligente dos negócios, vale ficar atento às taxas de mensalidades cobradas e as questões burocráticas para fazer a melhor escolha de tecnologia. E, as soluções de pagamento móvel hoje também disponibilizam aplicativos gratuitos que auxiliam na gestão do negócio, o que pode ser um importante diferencial em um segmento cada vez mais concorrido.  
Segundo Adriana Albuquerque, diretora Comercial e de Parcerias da iZettle no Brasil, como a margem de lucro do pet shop não é alta, é essencial que a gestão de negócios seja bem planejada. “Como um profissional do ramo de pet ou saúde animal tem custos fixos, como produtos, medicamentos, equipe, carro para transporte de animais, insumos e taxas de licença e administrativas, deixar de pagar uma mensalidade de leitor de cartão pode ser significativo no final do mês, além de oferecer uma comodidade ao cliente e ter a opção de receber o dinheiro em sua conta bancária em até dois dias”.
Em resumo, as “Despesas Comerciais”, ou seja, aquelas referente aos gastos variáveis de acordo com o volume de vendas e o volume de clientes, podem ser otimizadas ao escolher uma opção de leitor de cartão; além de ser um diferencial para posicionamento de marca.
Para saber mais sobre empreendedorismo na área de Pets, confira o material exclusivo do Sebrae. E, para conhecer mais detalhes sobre a iZetlle e os benefícios do leitor de cartão sem mensalidade e sem burocracia, acessewww.iZettle.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentario

Post Bottom Ad