Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]




 Elop ressaltou que o trabalho conjunto entre Nokia e Microsoft vai reduzir custos e aumentar a margem de lucro dos equipamentos. Além disso, o acordo deve tornar os equipamentos mais atrativos para os consumidores, o que tende a impactar no aumento das vendas.

 A entrevista do executivo ocorreu apenas um dia depois da Nokia anunciar que não deve ter lucro na sua principal unidade de negócios, de celulares, neste trimestre. Após a queda no valor das ações da companhia, provocado pelo anúncio, Elop disse que os acionistas vão retomar a confiança na fabricante quando forem lançados os primeiros equipamentos com Windows, o que deve ocorrer até o final de 2011.

 O CEO da Nokia também negou os rumores de que a Microsoft estaria interessada em comprar a divisão de telefones móveis da companhia. Um blogueiro russo chegou a divulgar em seu Twitter, na última quarta-feira (1/6), a informação de que o acordo para aquisição envolveria US$ 19 bilhões.

 Também durante a entrevista, Elop explicou o motivo que levou a Nokia a optar pelo sistema operacional da Microsoft no lugar do Symbian. Segundo ele, isso ocorreu por conta de a empresa detectar que, com a sua plataforma, não tinha mais a agilidade necessária para inovar.

 Quanto à possibilidade de ter escolhido o Android, do Google, ele disse que a Nokia sentiu que não teria influência sobre as definições do software. “Nós sentimos que com o Windows Phone existe mais oportunidade para nos diferenciarmos em longo prazo”, pontuou.

 Por fim, Elop disse que a Nokia deveria entrar no crescente mercado de tablets. No entanto, ele não detalhou planos específicos ou as perspectivas de lançamento de um equipamento. Ele ressaltou que existe um desafio para que seus profissionais desenvolvam um produto exclusivo da companhia. “E eu não quero ser o 201º tablet”, concluiu.
 


Via: Olhar Digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentario

Bottom Ad [Post Page]